5 Dicas para combater o desperdício alimentar e perder peso

5 Dicas para combater o desperdício alimentar e perder peso

As alterações climáticas e a forma como os nossos hábitos diários as podem afetar são o assunto do momento. Sabia que o seu desperdício alimentar pode contribuir para o aquecimento global?

Efetivamente, a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) analisou o desperdício alimentar sob uma perspectiva ambiental e concluiu que, se o desperdício alimentar fosse um país, seria o terceiro maior emissor de gases com efeito de estufa, depois dos Estados Unidos da América e da China.

Em Portugal, todos os anos são desperdiçados cerca de um milhão de toneladas de alimentos. Deste milhão, 324.000 toneladas provêm das nossas casas. É por isso urgente tornar a alimentação sustentável, para si e para o planeta. Siga as nossas dicas e torne-se mais amigo do ambiente, enquanto perde peso.

1. Planeie as refeições da semana e a ida ao supermercado

Este é o primeiro passo: elaborar um menu onde planeia as refeições que irá confecionar durante a semana. Desta forma, consegue perceber quais os ingredientes que irá precisar e adequar a sua lista de compras às suas necessidades reais, evitando que compre em excesso.

2. Compre a granel sempre que possível

Quando for possível, compre os seus alimentos a granel. Hoje em dia, vários supermercados têm essa opção, o que permite com que, para além de reduzir o desperdício de embalagens, comprar de forma mais personalizada e adequada aos seus gastos.

3. Tenha atenção aos rótulos

Para além de prestar atenção à informação nutricional de um rótulo alimentar, deve também ter em conta a data de validade do produto. Se comprar um alimento que não está a prever consumir no curto prazo, opte por comprar um com uma data de validade superior.

É também importante conhecer o significado das datas de validade: “consumir de preferência antes de (…)” indica que o alimento pode ser consumido depois da data indicada, desde que as condições de acondicionamento sejam respeitadas e a embalagem não esteja danificada. No cao do produto descrever “consumir até (…)” indica que deve respeitar a data como limite de consumo.

4. Organize o frigorífico e a despensa

Quando sobram refeições, escolha colocá-las em recipientes transparentes de forma a que sejam visiveis e, como tal, não fiquem esquecidas.
Guarde os alimentos ou refeições cujos prazos de validade irão acabar primeiro na parte na parte mais visivel e acessível do frigorífico ou despensa, para que estes sejam ingeridos primeiro.

5. Aproveite as sobras

É certo que o ideal será sempre comprar os alimentos e cozinhá-los apenas na quantidade necessária para o número de pessoas. Contudo, fazer esta estimativa nem sempre é fácil e, por vezes, podem existir sobras. Neste caso, é essencial reaproveitá-las. Aqui tem alguns exemplos de como o pode fazer:

  • Utilize os legumes mais amolecidos para fazer uma sopa, um puré de legumes ou esparregado;
  • Utilize as sobras de carne e peixe para completar uma salada ou fazer uma quiche saudável;
  • Utilize as cascas da laranja e do limão para fazer chás e infusões;
  • Misture a fruta muito madura com hortícolas e prepare um smoothie.

 

Siga as nossas dicas e torne a sua alimentação mais sustentável para todos.