Alimentos integrais

Os alimentos refinados já são amplamente conhecidos como os principais vilões de uma alimentação saudável e equilibrada. No lado oposto a estes, estão os alimentos integrais que, por sua vez, parecem ser a solução para todos os males.

Será que a sabedoria popular está correta neste caso? Afinal deve ingerir mais alimentos integrais ou refinados?

Efetivamente, neste caso, a resposta correta é a óbvia: os alimentos integrais são mais aconselháveis do que os refinados. Descubra mais sobre estes dois tipos de alimentos e quais as suas principais diferenças.

O que são alimentos integrais e refinados?

Os alimentos que podem ser definidos como integrais ou refinados são constituídos por farinhas provenientes de misturas de grãos, sementes e cereais variados. O que distingue o tipo de farinhas e se estas são integrais ou refinadas é o seu processamento, que pode ser mais ou menos extenso.

Os alimentos integrais são provenientes de farinhas constituídas por grãos cujo processamento é mínimo, mantendo a maior parte da sua estrutura e conferindo aos alimentos resultantes uma cor mais escura.

Já no caso dos alimentos refinados, o processamento dos grãos é mais extenso, levando a que as camadas exteriores destes sejam retiradas, mantendo apenas o seu núcleo e resultando em farinhas, e, por conseguinte, alimentos de cor clara.

Quais são as diferenças nutricionais?

Os alimentos integrais, por serem constituídos por farinhas com pouco processamento, mantêm as suas características nutricionais de origem, sendo então mais ricos em proteína, fibra, minerais e vitaminas.

Por sua vez, os alimentos refinados são constituídos por farinhas refinadas, pobres a nível dos nutrientes presentes nos alimentos integrais e ricas em açúcares de absorção rápida.

Os alimentos integrais vão ajudar na perda de peso?

Se está a perguntar se os alimentos integrais têm menos calorias do que os refinados, a resposta é: Não, não têm.

Os alimentos integrais são muitas vezes aconselhados na perda de peso porque, por serem ricos em vitaminas e minerais, contribuem de forma mais eficaz para o bom funcionamento do organismo. Adicionalmente, pela sua constituição rica em proteínas e fibra, os alimentos integrais promovem a saciedade durante um maior período de tempo, diminuindo assim a necessidade de passar o dia a petiscar e contribuindo para a perda de peso.

Todos os alimentos integrais são iguais?

Infelizmente, não. Cada vez mais surgem produtos alimentares pouco saudáveis, repletos de açúcar e gordura, mascarados de alimentos saudáveis, por conterem cereais integrais na sua composição. Como deve imaginar, é preferível ingerir um pão integral do que um pacote de bolachas integrais, certo?

O importante é relembrar que a ingestão destes alimentos, mesmo sob a forma integral, deve ser feita de uma forma equilibrada.

Consulte um nutricionista da Dieta3Passos® para o aconselhar sobre quais os melhores alimentos integrais a incluir na sua dieta e sobre a quantidade recomendada para si.