Porque é que o seu peso oscila?

 

Se é daquelas pessoas que gosta de se pesar todos os dias, provavelmente já reparou que o número na balança não é sempre o mesmo. Talvez tenha perdido ou ganho peso, contudo o mais provável é que estas oscilações sejam reflexo de outra coisa que não o aporte calórico, mas sim flutuações simples da sua vida diária. Se regra geral come sempre o mesmo, ingere a mesma quantidade de líquidos e faz atividade física, porque é que o peso não se mantém sempre constante? É para isso que aqui estamos, vamos analisar uma série de pontos que podem estar a contribuir para estas oscilações de peso:

 

Peso dos alimentos e bebidas

Os alimentos e as bebidas fornecem nutrientes ao corpo que influenciam na perda, ganho ou manutenção do peso. Para além disso eles têm peso “real”, ou seja, se beber dois copos de água, bebida sem calorias, e se pesar de seguida estará mais pesado, contudo este peso não significa que tenha ganho gordura ou músculo. Assim, o ideal será pesar-se pela manhã, antes de fazer a primeira refeição do dia. Ainda assim, se no dia anterior tiver consumido uma refeição mais calórica ou em maior quantidade é possível que o valor que apareça na balança seja mais elevado.

 

Sal nos alimentos

O sódio (mais conhecido por sal) é um mineral responsável pelo equilíbrio de fluidos. Se optar por uma refeição mais salgada pode levar a um desequilíbrio no nível de fluidos, deixando-o com uma sensação de inchaço e enfartamento, o que certamente levará a um valor mais elevado na balança quando se pesa.

 

Sudorese

A perda de água é sem dúvida um fator impactante nas flutuações rápidas de peso. Devido às perdas de suor, se se pesar depois do treino provavelmente vai pesar menos. Sabia que muitos atletas recorrem à desidratação antes de provas para na pesagem terem menos peso?

 

Dias da semana

Os hábitos alimentares mudam ao longo da semana. Normalmente o início da semana corresponde a um grau de comprometimento maior, o que se traduz em refeições mais equilibradas, à medida que a semana passa e o grau de stress do dia-a-dia vai aumentando também aumenta a desinibição alimentar e no fim-de-semana há uma maior tendência para ser mais permissivo. Acertámos? É verdade que o ciclo alimentar se reflete na balança, regra geral com pesagens mais altas ao fim-de-semana/início da semana e começa a diminuir à medida que o corpo se ajusta à ingestão variável. Se pretende reduzir estas oscilações semanais, tente manter hábitos alimentares consistentes e saudáveis durante toda a semana.

 

Hormonas

O cortisol, hormona do stress, tende a aumentar em alturas de stress físico ou mental, esta hormona aumenta e inflamação do corpo, alterando a digestão, retenção de líquidos, fome e metabolismo. As mulheres são mais propensas a flutuações de peso devido ao ciclo menstrual, regra geral registam o peso mais alto no primeiro dia menstrual e o mais baixo no período folicular médio. Embora não haja muito a fazer para conseguir alterar esta flutuação hormonal, pode sempre tentar reduzir o stress diário e a inflamação geral através de técnicas de relaxamento e uma dieta rica em antioxidantes.

 

Pesar-se todas as manhãs permite-lhe estar mais consciente das flutuações na balança e perceber melhor como o seu corpo funciona, contudo, também pode ser um fator de frustração uma vez que o valor não é constante e levar a desmotivação e desviá-lo do seu caminho. Se pretende perder, ganhar ou manter o peso, lembre-se que o que importa é o resultado a longo prazo.