Magro, Light ou Zero: quais as diferenças?

 

Quando o objetivo é emagrecer, a escolha dos alimentos pode centrar-se muito em produtos que exibem expressões como “magro”, “light” ou “zero”. Contudo, numa grande parte das vezes, é comum que nem sequer se saiba muito bem o que é que estes termos significam a nível da composição nutricional do produto propriamente dita… só importa é que o alimento que os exibe vai ajudar a emagrecer! Mas aqui é que se coloca a questão: será que vai mesmo? Será que se deve colocar todos estes alimentos no mesmo saco? O que significam na verdade estas expressões?

Descubra a diferença entre “magro”, “light” ou “zero” com a Dieta3Passos.

 

Magro

Um produto é considerado “magro” se apresentar um teor mais baixo de gordura quando comparado com o produto de origem, ou seja, quando tem menos de 3 g de gordura por cada 100 g ou menos de 1,5 g de gordura por cada 100 ml.

Na categoria de produtos magros, podemos encontrar maioritariamente produtos de origem animal, como o leite, iogurte ou queijo.

Apesar destes produtos terem a vantagem da única alteração que sofrem ser a redução de gordura, e consequente redução calórica, convém não esquecer que com a perda de gordura, existe também perda de vitaminas lipossolúveis, como, por exemplo, as Vitaminas A e D.

 

Light

Os produtos light apresentam uma redução de pelo menos 30 % de um ou mais nutrientes relativamente a um produto semelhante. Uma vez que existe uma redução de um ou mais nutrientes, o produto “light” pode também conter menos calorias que o produto semelhante.

O termo “light” é também muitas vezes associado à existência de adoçantes, conservantes e outros aditivos, mas esta possibilidade não deve ser generalizada, pois, apesar de alguns produtos light terem, por exemplo, adoçantes artificiais, isto não é uma regra que se possa aplicar a todos.

Além disso, a designação “light” também não torna um alimento automaticamente saudável. Se olhar com atenção para a informação nutricional de, por exemplo, umas batatas fritas light, facilmente irá perceber que estas, apesar de serem designadas de light, não são de todo uma opção aconselhada para o seu dia-a-dia.

 

Zero

A designação “zero” é aliciante, pois dá a entender que o produto tem zero calorias. Contudo, nem sempre é o caso! Aliás, dizer que um produto é “zero” é uma descrição incompleta, pois esta designação deve estar sempre associada a um determinado nutriente, sendo que os maioritariamente reduzidos são o açúcar e a gordura. Assim, aqui está a designação correta de um produto “zero” e o seu verdeiro significa:

0% açúcares ou zero açúcares – significa que o produto contém menos de 0,5 g de açúcares por 100 g ou 100 ml.

0% gordura ou zero gorduras – significa que o produto contém menos de 0,5 g de gordura por 100 g ou 100 ml.

 

E quando diz “sem açúcares adicionados”? Quer dizer que não tem açúcar de todo?

Quando os produtos exibem a alegação “sem adição de açúcares” ou “sem açúcares adicionados” significa que não lhes foi acrescentado qualquer tipo de açúcar durante o seu processamento. No entanto, estes produtos podem conter açúcares naturalmente presentes, como por exemplo, o açúcar da fruta, e nesse caso, o rótulo pode mencionar que "contém açúcares naturalmente presentes”.