Afinal, beber água à refeição engorda? – Verdade ou Mito

água refeições

 

A água é um componente importantíssimo, tanto na alimentação como para o organismo, uma vez que este é composto por cerca de 60% de água, o que ajuda a regular funções vitais, tais como a regulação da temperatura corporal, e afeta significativamente os níveis de energia e a função cerebral.

Também não é ao acaso que na Roda dos alimentos a água se encontra no centro. A sua localização reflete não só a elevada importância para o organismo, como também o facto de estar presente em todos os alimentos.

E agora, vamos desmistificar algumas “verdades”:

“Até a água me engorda…”

Contrariamente a outros líquidos, tais como bebidas gaseificadas com açúcar, sumos, ou leite, a água não tem calorias. Para aumentar de peso seria necessário estar a consumir mais calorias do que necessita e, como tal, dado que a água não tem calorias, não é possível que a culpa seja da água!

 

“Não posso beber água à refeição senão vou engordar”

Vamos a isto… Sem dúvida que isto é um mito! A água é vital e é fundamental que seja ingerida em abundância diariamente.

A ingestão de água ao longo da refeição irá contribuir para maximizar o aporte hídrico diário e também aumenta a saciedade. Para além disto, fazer uma pausa na refeição para beber água poderá ser uma ótima estratégia para perceber se já se está satisfeito e parar a refeição consoante o que se sente. Assim, se não comer até se sentir completamente cheio, não irá engordar!

Outra estratégia para controlar o consumo alimentar com a ajuda da água será beber um copo de água antes da refeição. Isto poderá ajudar a aumentar a sensação de saciedade e também diminuir a ingestão de alimentos durante a refeição. Confesse, já gosta mais da água, certo?

 

“Não posso beber água à refeição porque faz mal ao estômago”

Não, não é verdade… aliás, é essencial consumir água na refeição, visto que vai ajudar a diluir os alimentos e a facilitar a digestão.

No entanto, há um grupo de pessoas que deve ter algum cuidado adicional com o consumo de água à refeição. Por exemplo, quem sofre de refluxo gastroesofágico tem de ter esta preocupação, uma vez que ao ingerir líquidos em demasia à refeição pode aumentar o volume do estômago, fazendo com que a pressão aumente e se gere o refluxo. Assim, para quem sofre desta patologia, o ideal será beber água entre as refeições de modo a que atinja o 1,5 L a 2 L de água por dia, mantendo assim uma boa hidratação.

 

Como vê, a água à refeição não é o bicho de sete cabeças que muitas vezes se faz crer e até pode ajudar no emagrecimento! Assim, é essencial que se mantenha hidratado durante o dia. Não existe um número mágico de litros de água que seja adequado para toda a população, mas o que se preconiza é que deve beber entre 1,5 L a 2 L de água por dia, cerca de 6 a 8 copos, de modo a conseguir uma boa hidratação.