excesso de peso

Se olhar com atenção para fotografias de família, irá verificar que não são só as expressões faciais que parecem passar de geração em geração. Efetivamente, em várias famílias, o excesso de peso é um fator comum a todos os membros.

Contudo, os genes são apenas um fator no meio de muitos outros. Siga as nossas dicas dicas para contornar a genética e facilitar o seu caminho para o peso ideal.

Olhe em redor

Para além da genética, existe um fator com uma influência muito maior no aumento do peso: o ambiente. Essa é a razão que determina uma estrutura idêntica em pessoas da mesma família uma vez que, além da casa, partilham o frigorífico, a cozinha e a mesma mesa de refeições. Assim, a mudança de um elemento pode traduzir-se numa influência muito positiva em toda a família.

Mude a sua forma de pensar

Um estudo realizado com mais de 8 mil pessoas chegou à conclusão que indivíduos que acreditam não controlar o seu peso, fazem menos exercício e têm piores hábitos alimentares. Desta forma, o seu peso torna-se efetivamente maior.
Para inverter esta situação, mude o chip e acredite que é capaz de mudar os seus hábitos alimentares. Trabalhe todos os dias para se tornar mais resiliente e recetivo à mudança.

Conheça o seu corpo

Há várias mudanças que pode incluir na sua vida que fazem a diferença no seu peso: não só ter melhores hábitos alimentares e praticar exercício físico, como dormir as horas necessárias e gerir os níveis de stress.
À medida que vai perdendo peso, avalie o que funciona consigo e ajuste as suas rotinas conforme tem melhores resultados. Por exemplo, se sente que determinado pequeno-almoço o faz sentir fome mais cedo, tente procurar, junto do seu nutricionista, uma refeição que o faça sentir verdadeiramente saciado.

Contagie a família

Se algum dos seus familiares tem excesso de peso e utiliza essa condição como uma sentença incontornável, está na altura de agitar as águas: quando preparar as suas refeições, faça-as em maior quantidade, por forma a que todos possam provar do seu prato. Partilhe como se sente bem e como a sua vida melhorou desde que iniciou este novo estilo de vida.

Dado que todos partilham a mesma genética, ao mudar, poderá inspirar  a sua família a fazer o mesmo. Melhore a sua saúde e a dos que mais gosta.